Velório é interrompido após morto “apertar” mão da esposa

18/08/2019

O velório de um homem identificado como Raimundo Bezerra de Sousa, de 61 anos, precisou ser interrompido depois que a esposa do falecido afirmou que o homem apertou a mão dela. O caso aconteceu na última sexta-feira (16/08/2019), em São Luís do Curu (CE).

Testemunhas garantem também que o corpo transpirou e se mexeu dentro do caixão. Raimundo estava preso na cadeia de Trairi, onde teria passado mal. Internado no hospital de Itapipoca (CE), faleceu às 22h de quinta-feira passada (15/08).

Ao desconfiar que o homem ainda tinha sinais vitais, os parentes chamaram o o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Porém, os profissionais constataram que ele estava mesmo sem vida. A família, contudo, não ficou convencida e levou o corpo para o Hospital Municipal Antônio Ribeiro da Silva, em São Luis do Curu. Outra vez foi constatado o óbito. Por volta das 18h da sexta, Raimundo foi sepultado.

Da Redação Com Metrópoles

Homem é preso após tentar arrancar dente de ex com alicate

18/08/2019

Um homem acusado de lesão corporal, estupro e descumprimento de medidas protetivas contra a ex-companheira foi preso na sexta-feira (16) em Cuiabá-MT. Segundo a Polícia Civil, o suspeito tentou arrancar os dentes da vítima com um alicate.

O preso é alvo de investigação em três inquéritos da Delegacia da Mulher e estava com mandado de prisão decretado por descumprimento de medidas protetivas. Na quinta-feira (15), a vítima procurou novamente a delegacia relatando novas agressões do ex-companheiro.

A mulher contou que o suspeito a encontrou na rua e a levou à força para a casa dele. Na residência, ela teve as mãos amarradas com um fio de videogame. Em seguida, o agressor passou a bater nela com um facão.

Não satisfeito, o acusado pegou um alicate e tentou arrancar os dentes da vítima, que precisou implorar para que ele parasse. Após a tortura, a vítima foi estuprada e só conseguiu fugir quando ele dormiu. O homem foi preso logo após a vítima procurar a delegacia.

Da Redação Com Leia Já

"Nova CPMF" a ser proposta por Guedes pode ter alíquota de 0,6%

18/08/2019

6%, diz jornalDe acordo com as informações do Valor, o plano da equipe de Paulo Guedes é mostrar várias alternativas e apontar o modelo preferido pelo governo

SÃO PAULO - Segundo informações dojornal Valor Econômico, o Ministério da Economia vai fazer uma proposta na tramitação da reforma tributária para recriar o imposto sobre transações financeiras, o ITF, com uma alíquota em torno de 0,60%.

A ideia é que esse novo imposto fique no lugar de todos os tributos federais, com exceção do Imposto de Renda.

A alíquota seria superior aos 0,38% da CPMF, que incidia sobre transações financeiras e existiu até 2007, sendo derrubada após o Congresso rejeitar a sua prorrogação.

De acordo com as informações do jornal, o plano da equipe de Paulo Guedes é mostrar várias alternativas e apontar o modelo preferido pelo governo.

→ Analista revela estratégia que pode render de R$ 50 a R$ 500 quase todos os dias na Bolsa

O ministro, aponta o jornal, tem falado com auxiliares sobre uma espécie de "escadinha" nas alíquotas do imposto, que seria pago em cada operação tanto pelo comprador como pelo vendedor. Ele rechaça a ideia de que se trata de uma volta da CPMF porque não aumentaria, mas simplificaria, a carga tributária.

Vale ressaltar que, na véspera, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo vai trabalhar por uma reforma tributária mexendo apenas em impostos federais, com perspectiva de redução da carga tributária ao longo dos anos.

Uma das mudanças seria a redução da alíquota máxima do imposto de renda (IR) para 25%. Atualmente, pessoas físicas pagam até 27,5% e pessoas jurídicas, como empresas, pagam até 34% de IR.

Mulher mata o marido e entrega pênis para a amante na Paraíba

18/08/2019

Um crime bárbaro chocou os moradores de Areial (PB), a 166km de João Pessoa. Uma mulher de 42 anos é a principal suspeita de matar e castrar o marido após um discussão entre o casal na noite dessa quinta-feira (15/08/2019). De acordo com a polícia, depois do crime, ela colocou o pênis do homem em um copo e levou para a amante dele.

Luiz de Almeida, 31 anos, foi encontrado pelos vizinhos em frente a casa dele, segundo o UOL. Já o pênis foi localizado no terreno da residência da amante e recolhido, em seguida, pela perícia da Polícia Civil.

MAIS SOBRE O ASSUNTO

Sogra castra e mata genro por não pagar pensão alimentícia dos filhos

Depois do crime, a mulher, que não teve o nome divulgado, tentou se matar envenenada, mas não conseguiu. Ela está internada no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. Ainda de acordo com a polícia, o crime pode ter sido premeditada, pois a autora do crime teria dito a uma amiga que amolou a faca de casa após descobrir a traição.

O filho de 13 anos do casal presenciou o crime disse que o pai tentou esfaquear a mãe, mas ela jogou ácido muriático nele. Após tomar a faca, deu vários golpes até a vítima morrer. Um carta também foi encontrada no local do crime e dizia onde os filhos deveriam morar após a morte dela. A polícia segue investigando o caso.

Hospital Metropolitano abre seleção com salários de até R$ 6 mil

16/07/2019

Hospital Metropolitano, em Santa Rita (Foto: Divulgação)

Processo seletivo vai contar com análise curricular, prova de conhecimento técnico e entrevista. Todas as etapas são classificatórias e eliminatórias

O Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, que fica em Santa Rita, na Grande João Pessoa, abre nesta terça-feira (16) inscrições para o processo seletivo de contratação de profissionais nas áreas médicas, técnicas e assistenciais, além de formação de cadastro reserva. As remunerações variam de R$ 998 a R$ 6 mil.Veja aquio edital.

As vagas são para 26 cargos e as inscrições serão realizadas até o dia 7 de agosto exclusivamente na forma presencial, das 9h às 15h de segunda a sexta-feira, exceto em feriados, no setor de Recursos Humanos do Hospital, que fica na Rua Roberto Santos Correia, sem número, no bairro Várzea Nova Santa Rita.

O processo seletivo vai contar com análise curricular, prova de conhecimento técnico e entrevista. Todas as etapas são classificatórias e eliminatórias.

As contratações seguem o regime da CLT e as oportunidades são para os cargos: cirurgião pediátrico, cirurgião torácico, cirurgião vascular/endovascular, farmacêutico, hematologista, infectologista, instrumentador cardio, instrumentador neuro, médico (ecocardiografia), médico anestesiologista, médico cardiologista, médico cardiologista arritimologista, médico cardiologista pediátrico, médico hemodinamicista intervencionista, médico intensivista, médico intensivista pediátrico, médico neuro intervencionista, médico neuro pediatra, médico neurofisiologista, médico neurologista, médico ortopedista, médico pediatra, médico radiologista, perfusionista, técnico de equipamentos, técnico enfermagem intensivista e técnico enfermagem do trabalho.

Com ironia, Sergio Moro volta a atacar divulgação de diálogos da Lava

16/07/2019

© Cristiano Mariz/.O ministro da Justiça, Sergio Moro

Oficialmente afastado de suas funções à frente do Ministério da Justiça até sexta-feira (19), o ministroSergio Morovoltou a atacar a revelação de diálogos que colocam em xeque sua atuação como juiz daoperação Lava Jato. Em mensagem publicada em sua conta no Twitter, o ex-juiz federal definiu as publicações como “campanha” contra a operação.

Tudo sobre vazamento de mensagens entre Moro e o MP

“Sou grande defensor da liberdade de imprensa, mas essa campanha contra a Lava Jato e a favor da corrupção está beirando o ridículo. Continuem, mas convém um pouco de reflexão para não se desmoralizarem. Se houver algo sério e autêntico, publiquem por gentileza”, ironizou na rede social.

O ex-juiz não especifica a qual conteúdo ele se refere, mas sua manifestação se dá após a revelação de que o procurador Deltan Dallagnol pediu dinheiro sob a guarda da 13ª Vara Federal de Curitiba, então chefiada por Moro, para custear uma campanha publicitária em apoio ao projeto conhecido como Dez Medidas contra a Corrupção.

Segundo o procurador, a campanha custaria 38.000 reais. “Se for só uns 38.000 acho que é possível. Deixe ver na terça e te respondo”, disse o então juiz na conversa divulgada pelo jornalista Reinaldo Azevedo nos portais UOL e Band News, em parceria com o site The Intercept Brasil.De acordo com as mensagens, não é possível afirmar que o dinheiro da 13ª Vara foi, de fato, utilizado para custear a campanha publicitária. A força-tarefa da Lava Jato, em nota oficial, negou.

Novos diálogos também mostram que Dallagnol procurou Moro para tentar convencê-lo a aceitar um convite para uma palestra promovida pela Federação das Indústrias do Ceará. “Eu pedi pra pagarem passagens pra mim e família e estadia no Beach Park. As crianças adoraram”, disse. “Além disso, eles pagaram um valor significativo, perto de uns 30k [R$ 30 mil]. Fica para você avaliar”, escreveu o procurador.

Reportagem de VEJAem parceria com o The Intercept Brasil mostrou que Moro orientava ilegalmente ações da Lava Jato: fora dos autos, ele pediu à acusação que incluísse provas aos processos que chegariam depois às suas mãos, mandou acelerar ou retardar operações e fez pressão para que determinadas delações não andassem. Além disso, revelam os diálogos, comportou-se como chefe do Ministério Público Federal, posição incompatível com a neutralidade exigida de um juiz.

O tweet desta terça-feira não é a primeira vez que Moro ataca a divulgação das mensagens entre ele e o procurador. Em sua defesa, o ministro tem repetido que as mensagens obtidas pelo site The Intercept Brasil a partir de uma fonte anônima são fruto de um ataque de um hacker e que não vê irregularidades no conteúdo dos diálogos.

Ao reagir à reportagem de VEJA, também pelo Twitter, Moro publicou uma mensagem criticando a revista. “Que constrangedor para a Veja a matéria abaixo. Será que tem resposta para isso ou vai insistir na fantasia, como na do juiz que favorece à acusação, mas que absolve os acusados no mesmo processo?”. Na sequência, publicou o link para um texto tentando desmentir uma das informações da reportagem.

De acordo com o texto citado pelo ministro da Justiça em seu Twitter, os contatos telefônicos de Moro com pedidos e cobranças ao MPF foram devidamente registrados na época dentro dos processos e cita como exemplo um despacho do ex-juiz no curso de um habeas corpus impetrado pela Odebrecht contra o envio de dados, incluindo extratos bancários, da Justiça Suíça à Lava Jato: “Intime-se o MPF, com urgência e por telefone (já que há acusados presos)”.

O pedido para fazer o telefonema registrado nos autos é um ato burocrático e comum nos processos judiciais, inclusive os da Lava Jato — e não tem absolutamente nada a ver com a flagrante irregularidade denunciada pela por VEJA. Na reportagem, a revista cita um chat do Telegram entre Moro e Dallagnol sobre o mesmo assunto (habeas corpus Odebrecht) que começa no dia 2 de fevereiro e se estende até o dia 5. É uma conversa privada entre um juiz e um procurador tratando de detalhes de um processo.

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


Márcio Paz

Fome de Política

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

top1
1. Priscilla Alcantara

Me Refez

top2
2. Gabriela Rocha

Lugar Secreto

top3
3. Davi Sacer

Tua Graça me Basta

top4
4. Anderson Freire

Acalma o meu coração

top5
5. Aline Barros

Ressuscita-me


Anunciantes