Coronel Ardnildo, nascido e criado em Bayeux, Militar aposentado, detentor de uma exitosa carreira na Briosa Polícia Militar, tem experiência administrativa, tendo exercido vários cargos na Prefeitura Municipal, tendo sido Secretário de Planejamento, de Segurança, de Infraestrutura, Diretor do DMTran, Coordenador da Defesa Civil, dentre outros. E devido a toda uma vida em prol de atender o povo, hoje coloca seu nome a disposição como pré-candidato a Prefeito de Bayeux pelo Solidariedade.

            Para ele o maior problema de Bayeux é a falta de ética, seriedade e credibilidade na administração pública, e esse é o clamor da população para essas eleições que se aproximam, se faz necessário ter um passado limpo, credibilidade e experiência administrativa para gerir um município como Bayeux.

            Ao ser indagado sobre as eleições indiretas em Bayeux, ele enfatiza que a população cansou de ver os políticos visando apenas os interesses pessoais em detrimento do coletivo, gerando uma desavença, um desiquilíbrio de igualdade entre os pares, cada qual querendo estar no Poder, mas para resolver isso só o Poder Judiciário que decidirá sobre o mais coerente a ser feito, poque se faz necessário que o Município tenha uma estabilidade política, porque esse cenário é muito preocupante tanto para o presente como para o futuro. E devido a tudo isso, ele coloca o seu nome a disposição para a eleição indireta, se propondo a trazer o equilíbrio a esse cenário atual.

             Ao ser questionado se foi convidado para compor na administração Jefferson Kita, ele confirmou o convite e inclusive arrematou que sempre foi convidado pelos Prefeitos que passaram por Bayeux, mas que como representa um grupo, não poderia ir devido sozinho, teria que ter uma composição política.

            Coronel Ardnildo afirma que sua principal bandeira de luta é a moralização da administração pública, equilibrando receitas e despesas e levar ao povo aquilo que ele está precisando, saúde, educação, transporte público, infraestrutura, coleta de lixo e coleta seletiva, mobilidade e principalmente autoestima. E inclusive afirma que vai adotar mecanismos que priorizem a prata da casa, não importando serviços, para que o dinheiro do bayeuxense fique em Bayeux, gerando renda e serviços para o povo.

             Sobre toda essa celeuma envolvendo a Prefeitura e a Câmara Municipal, ele frisa que a população não merece isso, essa situação de descalabro político e administrativo e até moral, pois estamos andando muito, ouvindo o povo e é unânime a vergonha descrita da população sobre todo esse processo.

            A saúde precisa de investimento e ações que visem atender o povo, como o fortalecimento dos serviços de saúde, a luta pela construção de um hospital para a cidade, e uma organização que venha a dar celeridade aos processos como cirurgias eletivas e outros.

            A ponte que liga Tambay ao Alto do Contorno em Santa Rita, se faz necessário fazer uma parceria com o município de Santa Rita, tudo com moderação, bom senso e respeito, assim como toda e qualquer obra que venha a ser feita na cidade. Várias são as obras paradas planejadas na minha época, mas que devido ao desinteresse das gestões que se passaram estão paradas demonstrando desperdício dos recursos públicos, arremata o Coronel.

            Ele afirma que a educação na pandemia precisou se reinventar, o ensino a distância é uma realidade, e se faz necessário todo um acompanhamento do aluno, e tambem ações que visem a melhoria do atendimento presencial na educação. Não temos propostas mirabolantes, mas queremos fazer o que o povo precisa.

            Sobre a arrecadação dos vários setores do município, ele foi enfático ao afirmar que não se pode admitir que o serviço não seja executado a contento para a população, como a má prestação de serviço no cemitério, falta de limpeza e organização do Mercado Público, tirar os animais que prejudicam o trânsito e geram perigo principalmente nas principais ruas, para isso precisa rever o Zoonoses e todos os serviços do Município.

            A cultura, assim como o esporte terão uma atenção especial na nossa gestão, enfatiza o Coronel Ardnildo. Na cultura iremos fazer um projeto que vise o controle de arrecadação para custear os projetos de cultura popular, apoiando assim todos os segmentos culturais, com recursos do fundo de sergurança e proteção social. No esporte, se faz necessário estimular o presente para preparar o futuro, pois a juventude de Bayeux tem potencial esportivo e tem proporionar condições para a prática de esportes de diversas modalidades, seja individual ou coletivo.

              Ele frisa que é necessário que se faça uma revolução na comuicação em Bayeux, com a fundação da Associação Bayeuxense de Imprensa, para que a comunicação da cidade tenha vez e voz. Participei das reuniões para a formação da associação e assumindo o Executivo Municipal, a Associação terá seu espaço, terá voz e apoio.

            O comércio de Bayeux precisa de apoio, assegura o Coronel, muitos bayeuxenses gastam, compram e emplacam seus carros em João Pessoa, deixando naquele município seus recursos. A Prefeitura precisa investir no comércio, construindo áreas específicas para o comércio, para atrair novas empresas, barateando as taxas de alvará e demais, investindo no comércio local, a população comprando aqui, o recurso girará na cidade, trazendo desenvolvimento para o Município.

            Sobre o trânsito municipal, ele enfatiza que se faz necessário cuidar da mobilidade urbana, da fiscalização, da revitalização das faixas de pedestres, patrulhamento dos agentes de trânsito nas proximidades das escolas e a instalação de semáforos nos principais cruzamentos.

            O funcionalismo público terá no nosso mandato uma postura de decência, de valorização afirma o Coronel Ardnildo, pois temos que motivar e capacitar nossos funcionários para que prestem um bom serviço para a nossa população, do mesmo jeito os aposentados que tanto contribuíram para o Município.

            A revitalização do manguezal, a dragagem dos rios e a urbanização das áreas ribeirinhas serão ações da nossa gestão, assim como a restauração da Ponte Sanhaúa, dos prédios históricos, do bairro do Baralho tão esquecido, principalmente do pescador, temos que estimular a Colônia de Pescadores, arremata o Coronel.

              Especificamente sobre o CEFOR, o Coronel afirma que ele perdeu sua funcionalidade, o transforemos num centro de capacitação educacional e profissional, em parceria com o CDL e outras ONGs existentes em Bayeux, que conte com a participação de universidades que venham a contribuir com a capacitação de jovens para o mercado de trabalho, para a vida e para ajudar a solucionar os problemas da cidade, e utilizando para tal as pessoas capacitadas que Bayeux tem, pois precisamos produzir conhecimento e capacitar a população.

            Transporte público coletivo precisa ser revisto, assim como todas as ações de mobilidade urbana, se faz necessário ações que tirem a cidade do estado de obras paradas, de falta de mobilidade e que possa garantir acesso aos veículos de transporte coletivo, como a ligação do Mário Andreazza ao Jardim Aeroporto pelo Rio do Meio, revitalizar as ruas nos bairros, melhorar o acesso da Rua Francisco Marques da Fonseca, além de obras de acessibilidade, fiscalizando as calçadas e realizando melhorias de acessibilidade em todo o passeio público, explica o Coronel. Outro ponto importante é o apoio aos mototaxistas com a criação de uma cooperativa de mototaxistas municipal e um maior apoio aos taxistas municipais.

            Bayeux pode contar com um pré-candidato preparado que lute para libertar Bayeux das dependências externas, de todo esse processo e descalabro político que a cidade está passando, precisamos resgatar a credibilidade política e administrativa do Município e para isso, a população conta com um bayeuxense que já serve a cidade com organização e seriedade, prezando pela justiça e paz social para todos, concluí o Coronel Ardnildo.

Assista o vídeo na integra: 


Redação.

Deixe seu Comentário