A escolha da administração pública é responsabilidade de todos os cidadãos. É através do voto que determinamos o futuro da nossa cidade, nos próximos quatro anos. Com a intenção de ajudar a população bayeuxense, na escolha dos representantes aos cargos municipais, a Rádio Auge, através do Programa “Fome de Política”, recebeu na tarde de hoje (15), o candidato a prefeito Coronel Ardnildo Morais e seu vice, Renato Fabrício. Uma oportunidade de os candidatos apresentarem seu plano de governo e interagirem com a população. Ardnildo Morais Dos Santos, 69 anos, formado em Pedagogia, tem experiência em Administração de empresa, Gestão de Recursos Humanos, teve uma uma brilhante carreira na Polícia Militar, possui experiência administrativa, tendo exercido vários cargos na Prefeitura Municipal. Foi Secretário de Planejamento, Segurança Pública e Infraestrutura, Diretor do DMTran, Coordenador da Defesa Civil, dentre outros. Devido a toda trajetória e serviços prestados na cidade de Bayeux, coloca seu nome à disposição como pré-candidato a Prefeito de pelo partido Solidariedade (77).

                   Indagado sobre o que mudou com o registro de sua candidatura, o Coronel Ardnildo respondeu: “Mudou o compromisso, somos candidatos com  a responsabilidade de racionalizar, organizar, tornar a cidade de Bayeux independente, da situação que se encontra hoje, esse caos generalizado que vem se agravando a cada ano, e nossa responsabilidade maior é a de fazer uma campanha limpa, decente, pedagógica, respeitando à prevenção ao Covid- 19 e obedecendo as ordens das autoridades constituídas”, finalizou. O candidato continuou a entrevista dizendo que a escolha de seu vice, aconteceu em uma reunião interna com seu conselho político, que  avaliou o nome de Renato Fabrício, e decidiu que o candidato reunia as condições necessárias, para compor uma chapa majoritária, principalmente por já ter sido vereador e presidente da Câmara Municipal de Bayeux.

                     Quanto a educação e implementação de escolas cívico militares no município, o candidato disse: “Nós não temos nenhuma pretensão de escola militarizada. Precisamos de escolas valorizadas pelo aluno e professor, para isso precisamos recuperar as escolas, climatizá-las, oferecer condições necessárias para motivar os alunos a assistirem as aulas. As escolas precisam ser valorizadas em todas as suas circunstâncias, nos aspectos físicos, corpo docente e discente e corpo administrativo”, ressaltou. O Coronel Ardnildo, ainda falou que é preciso haver uma modernização nas escolas, junto ao sistema de internet e rede de computadores, com a finalidade que o corpo docente tenha um acesso mais rápido e direto à informação. Na oportunidade, o Coronel Ardnildo parabenizou todos os professores, pelo seu dia e ressaltou o quanto a profissão é importante na formação de outros cidadãos.            

                    Sobre a saúde do nosso município, o candidato disse: “Nosso hospital será implantado em Bayeux, pois não se consegue ser a quinta economia do estado, com 100 mil habitantes, uma população ordeira, trabalhadora, solidária e Bayeux viver à míngua com relação a saúde pública , quer seja nas UBs, PFs, nossas comunidades de saúde, deixam a desejar, desde a manutenção das unidades, até o suprimento dos medicamentos e atendimento médico. Nós implantaremos um hospital em Bayeux e todos os exames que precisarem serão realizados, quer em Bayeux, quer em clínicas conveniadas. Coronel Ardnildo está capacitado, está preparado, com uma equipe boa e competente”, concluiu. 


                        Indagado sobre a Infraestrutura do nosso município, o candidato respondeu: “Nossa meta em Bayeux é torna-la uma cidade sustentável e inteligente. Com essas duas palavras nós vamos trazer o desenvolvimento, o progresso e ressocializar o bayeuxense. Na hora que a gente implantar o sistema inteligente, vamos economizar na eletricidade, ao utilizar energias renováveis, vamos economizar nos resíduos sólidos e manter a cidade mais limpa, mais coerente e com mais rentabilidade no serviço. Manteremos a cidade iluminada, com economia de até 70 % de recursos em energia pública. Com a cidade inteligente economizaremos com os remédios, combustíveis, em todos os setores da cidade, isso se chama racionalizar a administração e fazer render o dinheiro público; esse dinheiro voltará para serviços à população, serviços sociais e de incentivo aos empreendedores e comerciantes”, concluiu. O candidato disse que com essa visão, irá melhorar a situação de mobilidade urbana, acessibilidade, limpeza pública e em todas as ambiências da cidade de Bayeux.

                      Sobre o banco do empreendedor, o Candidato a prefeito Coronel Ardnildo afirmou: “Nossa meta é manter a cidade inteligente com recursos próprios. Vamos estimular o empreendedorismo, o comércio, a pequena indústria, além dos serviços para que a cidade seja independente. Funcionará com o banco social que contará com a moeda social, isso irá valorizar o mercado interno e os recursos vão funcionar na cidade, com isso nós nos desenvolveremos socialmente, economicamente, assim o comerciante se sentirá motivado a produzir mais pela cidade. Inclusive com a cidade inteligente, o comerciante e o empreendedor, terão facilidade de abrir o seu comércio, sem a burocracia que tem hoje”, ressaltou. 

                         Quando questionado sobre a participação da juventude em sua chapa, o candidato respondeu: “Temos jovens em nosso projeto, mas aquela multidão na rua, não temos. Nossa campanha é pedagógica, pé no chão, até porque não podemos parar- ao contrário de outros candidatos, não podemos pagar determinadas ações. Nosso trabalho é com visitas, pequenas reuniões programadas com as pessoas que acolhem nosso projeto. Aquele movimento de aglomeração, nós não estamos fazendo. Estamos seguindo as orientações eleitorais que permitem reuniões até 100 pessoas. Temos projetos para toda nossa juventude, estamos com janelas e portas abertas para construir um projeto solidário em Bayeux”, finalizou.

                         Com relação à Mobilidade Urbana, o candidato prevê a criação de três grandes corredores na cidade, mesmo que não seja de imediato. O Coronel disse que o primeiro corredor ligará os bairros do Comercial Norte, Mario Andreazza, Rio do Meio e Alto da boa vista, o segundo ligará os bairros da Imaculada, Centro, Brasília, Tambay. Já o terceiro corredor, ligará os demais bairros da cidade baixa à João Pessoa, mas que Bayeux precisa resolver esse problema de mobilidade urbana. 

                         Quanto ao Turismo o candidato propõe um convênio com o governo estadual e guarda florestal, para a criação de um parque turístico ecológico, que tem como finalidade apresentar nossa fauna e flora aos nossos munícipes e turistas. Prevê também a revitalização do açude, bem como o bairro do Baralho, valorizando os ribeirinhos, artesanato e culinária da nossa cidade. Coronel Ardnildo, ainda ressaltou que  N somos ricos, Bayeux tem a mata do Xexém, o parque do manguezal, tem fontes naturais que podem ser revitalizadas para tudo atrair os turistas. 

                       Sobre os jovens ociosos, o candidato diz: “Incentivaremos o esporte, a cultura, as artes, para que os jovens tenham espaço, aproveitando suas potencialidades. As praças serão revitalizadas, equipadas e adequadas a realidade do povo. Faremos tudo para que a sociedade se organize em segmento”, disse. O candidato prevê também que o CEFOR, se transforme em uma escola profissionalizante, ofertando cursos para nossos jovens. Visa também a construção de um teatro, dando suporte para que nossos jovens e adolescentes possam desenvolver seus talentos na área. 

                     Nas considerações finais, o candidato a prefeito Coronel Ardnildo agradeceu o convite do radialista Márcio Paz, pelo espaço concedido no programa “Fome de Política”, parra apresentar o seu plano de governo, junto do vice Renato Fabrício. Estendeu o agradecimento a todos os candidatos a vereador, que compõem sua chapa majoritária. O Candidato disse estar preparado para administrar a cidade e devolver ao povo o orgulho de ser bayeuxense: “Estou aqui com o meu vice Renato Fabrício, não somos milagreiros, professamos a ordem, a disciplina, a obediência, integridade para lidar com a máquina pública. Nem todos vão ter capacidade para resolver aquilo que tem para resolver, são milhões de débitos e nós temos coragem para resolver e trazer a paz, desenvolvimento e progresso para nossa cidade”, finalizou.


Redação.

Deixe seu Comentário