Entrevista com o candidato Adenildo Morais

                              O voto exerce um papel imprescindível na democracia. O cidadão comum deve ter a consciência de sua relevância na escolha de seus governantes. A corrida eleitoral está em ritmo acelerado e pensando nisto, a Rádio Auge, através do Programa “Fome de Política”, vem promovendo uma série de entrevistas com os candidatos aos cargos municipais na cidade de Bayeux, a exemplo do candidato Adenildo Morais, que devido a toda sua trajetória pública e civil, coloca o seu nome à disposição, na disputa por uma vaga na casa Severaque Dioníso, através do partido Solidariedade (77999). Adenildo José Alves Morais, tem 39 anos, nascido e criado em Bayeux, filho do Coronel Ardnildo Morais e Maria Concebida Alves de Morais, está no último período do curso de Direito (FESP) e conta com a experiência como assessor no setor de Administração e Infraestrutura na cidade de Bayeux. 

                            Adenildo Morais começou a entrevista, expressando sua indignação com o cenário atual da cidade explicando sua decisão em sair candidato a vereador: “Primeiramente, nossa cidade está um caos, à deriva, sem rumo. Minha família se reuniu e pediu para que eu saísse candidato, pois tenho vasto conhecimento aqui em Bayeux e conheço os quatro cantos daqui, sou criado em Bayeux e sei das dificuldades e o que quero é somar. Quero ser os olhos do povo na Câmara, junto aos parlamentares que irão trabalhar comigo, um pelo outro, e de mãos dadas conseguir revigorar a cidade que infelizmente está um caos”, afirmou. 

                           Indagado sobre a comunidade ribeirinha do município, o candidato respondeu que mora no bairro do Sesi e conhece a área ribeirinha. Caso eleito, pretende propor um projeto para a construção de calçadão, para aquelas casas que ficam quase dentro do mangue. Irá buscar, junto aos demais parlamentares, uma atenção especial do executivo e o atendimento dessa demanda, pois, segundo ele, quando chove muito e as barragens sangram, consequentemente as casas são invadidas, gerando doenças e levando esgoto para dentro das casas. Adenildo Morais ainda ressalta: “Infelizmente isso é um problema que já deveria ter sido resolvido e eu entrando lá, serei os olhos do povo, quero fazer, quero trabalhar, e isso depende de cada um de vocês. Com a ajuda dos meus amigos, quero entrar em um denominador comum, para fazer um projeto com calçadão de passeio, uma via com ciclovias de pedestres, para que as pessoas possam fazer uma caminhada em volta da nossa natureza que é belíssima”, finalizou.

                           Sobre a Saúde, Adenildo Morais disse: “Temos a Upa que infelizmente chegou a não ter médico e só dipirona, para bater um Raio X, tem que ir ao Trauminha. Teremos que fazer um projeto, falar com o executivo para colocar uma pessoa super qualificada, que queira trabalhar em prol da população, não só cumprir horário. Sei que a super lotação existe, infelizmente, no Brasil todo, mas podemos fazer a diferença, reduzir as filas, implantar um suporte na Upa”, ressaltou. Na sua concepção, as mulheres de nossa cidade, também precisam ter uma atenção especial, pois quando precisam realizar certos exames e procedimentos, recorrem a outras cidades, porque em Bayeux não tem o suporte necessário para lhes dar um melhor atendimento. 

                          Durante a entrevista, o candidato foi questionado sobre os projetos para a nossa juventude e respondeu que, caso seja eleito, irá propor que ações voltadas para os jovens sejam executadas. Adenildo Morais, também prevê a revitalização das nossas praças, bem como instalações de quadras de areia, vôlei e implementação de um espaço Halfpipe- Uma estrutura em forma de U, destinada à prática de desportos radicais, tais como: skate, patins, snowboarding, ski; dentre outros. Um ambiente que vai garantir melhores condições de treinamento para os atletas, desportistas e juventude no geral, tirando-os da ociosidade e incentivando-os a desenvolverem suas respectivas habilidades. O candidato ainda defende que os paredões de sons, sejam realizados em um local propício, como forma de entretenimento para todos aqueles que curtem esse evento. Defende que a prefeitura lance um concurso de paredões, resultando assim numa juventude mais incluída e ativa.

                     No que se refere a Educação no município, o candidato Adenildo Morais diz que é preciso haver um maior incentivo aos professores, que a classe possa ser paga em dia e que haja um investimento no piso salarial, para que, consequentemente, a categoria tenha maior vontade de transmitir o conhecimento ao corpo docente. O candidato defende veementemente as escolas em tempo integral e que o ambiente das salas de aula seja limpo, organizado, ofertando uma merenda de qualidade, para os estudantes da rede pública de ensino. Visa também a ampliação das creches em todos os bairros da cidade, e a como resultado disso, as mães terão onde deixar seus filhos, quando saírem para trabalhar. Sobre o modelo cívico militar, o candidato relembrou com muito saudosismo, sobre o tempo em que estudou na escola militar e diz; “Não é porque o ensino é militar que tem que ser repressivo”, enfatizou. 

                     Quanto a Segurança Pública, o candidato disse: “Nossos guardas são bem capacitados, fiquei sabendo que chegaram algumas armas e desde já peço a prefeita que os qualifique, para portarem armas, porque um agente de segurança tem que estar capacitado para usar uma arma letal”,afirmou. Segundo ele, os guardas municipais de segurança, precisam que os coletes estejam atualizados, pois colete tem vencimento e assim, com o aparato necessário, a categoria com certeza irá oferecer um melhor atendimento aos cidadãos do nosso município.

                     Quando indagado sobre sua bandeira de luta, caso eleito, Adenildo Morais respondeu: “Tenho várias, o autismo, idoso, crianças carentes e dependentes químicos também. Aqui em Bayeux não tem uma Clínica de reabilitação, isso é lamentável. Os dependentes são seres humanos iguais a gente, mas caíram nessa, entraram no álcool ou nas drogas. Poderíamos recrutar pessoas qualificadas, psicólogos, pessoas da área da saúde para ajudarem. Eu acredito na reabilitação, temos que dar as mãos a eles e poderei lutar com unhas e dentes por essa causa”, concluiu.

                    O candidato acredita estar preparado para assumir uma vaga na casa Severaque Dionísio e assim, lutar por melhorias em todas as áreas de nosso município. Na cultura, visa resgatar nossas quadrilhas juninas nos bairros, pois é uma tradição que deve ser mantida e a partir desse resgate, os ambulantes terão mais oportunidades, gerando emprego e movimentando a economia da nossa cidade. Já na Mobilidade Urbana, Adenildo Morais prevê o acionamento do DMTRAN, para que seus agentes façam rondas e fiscalizem as principais vias da cidade, aplicando as multas necessárias aqueles que insistem em parar e estacionar na rua Engenheiro de Carvalho, por exemplo. 

                         

                   Em suas considerações finais, Adenildo agradeceu ao Radialista e apresentador Márcio Paz, pelo espaço concedido no Programa “Fome de Política” e conclamou: “Caros eleitores, pensem certinho, votem consciente, seu voto é muito importante. Vamos renovar, vamos votar em pessoas que querem o bem da população. Eu penso na coletividade, gosto de ver quando a outra pessoa tá feliz, alegre. Meu nome é Adenildo Morais, candidato a vereador com o número 77999, meu candidato a prefeito é Coronel Ardnildo 77. Peço a vocês que no dia 15 de novembro, saibam escolher os gestores para a nossa cidade, pois ela está pedindo socorro, conto com seu voto”, finalizou.

.REDAÇÃO.

Deixe seu Comentário