A Rádio Auge, realizou na tarde de hoje (2) , uma série de entrevistas, com os candidatos que pleiteiam uma vaga na Casa Severaque Dionísio, pelo Partido Verde (PV), onde compõem a coligação “Agora é com o Capitão”, liderada pelo então candidato a prefeito de Bayeux, o Capitão Antônio. O espaço no Programa Fome de Política é uma oportunidade de os candidatos apresentarem os projetos para a população nas áreas da Saúde, Educação, Mobilidade Urbana, Cultura, Turismo; dentre outros. Uma chance imprescindível de tornar o debate político ainda mais democrático, e um fator determinante para ajudar os eleitores indecisos, na escolha de seus representantes pelos próximos quatro anos.

      A primeira entrevistada foi Danyelle Caetano Ramalho De Miranda, 36 anos, empresária, bacharela em Direito, casada e mãe do Eduardo. Na ocasião da posse de Noquinha como prefeito no plenário  da Câmara , Danyelle Caetano foi convocada e empossada como vereadora da cidade pelo PSL. Neta do saudoso Lourival Caetano, considerado o maior líder político e popular que a cidade de Bayeux já teve, a Candidata Danyelle Caetano, coloca seu nome a disposição, para representar o povo de Bayeux e lutar por melhorias na cidade, enquanto vereadora.

       Perguntada sobre quais serão as bandeiras de luta, no seu mandato, caso eleita, Danyelle respondeu: “A minha bandeira de luta é a moralidade política aqui na cidade de Bayeux. Infelizmente nos últimos anos, a cidade vem sofrendo muito, pela má gestão, corrupção e falta de compromisso com nossa cidade. Minha principal bandeira é a moralidade e o respeito com o povo. Irei lutar por várias bandeiras no decorrer do nosso mandato, durante esses quatro anos”, afirmou. A candidata disse que lutará incansavelmente pela saúde, pois na sua visão, é inadmissível, percorrer as ruas da cidade e se deparar com o sofrimento da população, pela falta de atendimento nos PSFS.

       Sobre a educação, Danyelle disse: “Lutarei pela educação, porque a educação é o futuro da nossa Bayeux, do nosso país. Através de uma educação de qualidade, nossas crianças e jovens, poderão sonhar com um futuro mais promissor aqui na nossa cidade”, concluiu.

         Danyelle Caetano ressaltou que a Infraestrutura terá um olhar diferenciado em seu mandato. Na sua concepção, Bayeux sofre com a falta de Infraestrutura e se, caso eleita, irá cuidar melhor das praças, para que se torne um ambiente mais familiar e seguro, quando frequentadas e afirma: “São essas bandeiras que irei lutar prioritariamente, não obstante outras bandeiras que sejam essenciais para a nossa cidade. Se eleita, farei visitas periódicas, para saber da necessidade do povo de Bayeux. Serão quatro anos de mandato para o povo e pelo povo de Bayeux”, concluiu.

       Indagada sobre seu mandato enquanto vereadora, Danyelle respondeu: “Foram apenas nove meses, porém muito produtivo. Fiz inúmeros requerimentos e projetos de leis, no que tange ao aleitamento materno, que e imprescindível para as taxas de diminuiçao da mortalidade infantil. Tive um projeto de lei aprovado, no qual dispõe a cerca da vacinaçao em domicílio, das pessoas com dificuldade de locomoçao. Também tive vários requerimentos aprovados, várias ruas calçadas, vários equipamentos nos postos de saúde, que não existiam na época, para que os profissionais da área pudessem dar um bom atendimento a população.

         Questionada sobre o trânsito na cidade, Danyelle Caetano disparou: “O trânsito é uma questão muito preocupante aqui na nossa cidade, a quantidade de carros e motoristas só faz aumentar ano após ano. Temos que fazer uma análise bem detalhada para as vias da nossa cidade, não dá mais pra deixar pra amanhã, pois a cada ano que passa, a situação do trânsito está cada vez mais dificultosa”, analisou. Ressaltou também que a Câmara de veradores e a Prefeitura Municipal, devem se dedicar a essas questões, para criarem um plano diretor e resolver definitivamente essa problemática.

         Interagindo com a ouvinte Janete sobre os projetos voltados a mulher, Danyelle Caetano expressou: “Eu, como mulher, sei das dificuldades que temos de entrar na política, de sermos empresárias, de galgar por espaços que antigamente eram ocupados mais pelos homens. O meu projeto para as mulheres é inseri-las cada vez mais no mercado de trabalho, para aquelas que querem oportunidades tenham as condições necessárias para darem o pontapé inicial. Muitas mulheres infelizmente,  tem esse  desejo, porém não obtém sucesso, pela falta de apoio da família. O poder público tem o dever  de apoiar as mulheres, para que elas sejam felizes e satisfeitas onde quiserem”, finalizou.

         Sobre sua visão em relação aos paredões e concursos de passinho, a candidata disse que apoia todos os tipos de projetos que as pessoas sonham. Ainda ressalta que muitas pessoas, estão na luta para que esse projeto dos paredões ganhe cada vez mais força. Se eleita, Danyelle Caetano fará reuniões com toda a categoria e tentará alcançar os apois necessários, para que possam ter ainda mais incentivos.

         No que se refere a população ribeirinha, Danyelle defendeu: “A situação dessas pessoas que vivem nas comunidades ribeirinhas, necessita de total atenção do poder público , pois vivem de forma temerária naquelas localidades. O ideal seria que aquelas pessoas fossem  remanejadas para outros locais, com maior segurança e que as áreas ribeirinhas sejam melhor exploradas”, concluiu.

         Nas considerações finais, a candidata Danyelle Caetano agradeceu o convite do Radialista Marcio Paz e a todos os ouvintes do programa e ressaltou: “Danyelle Caetano é candidata a vereadora para transformar a política da nossa cidade, para trazer verdade e respeito ao povo de Bayeux. Os que me conhecem, sabem da minha história, da história que Lourival Caetano e Niná Caetano fizeram nesse município, e em nome dessa história, que eu aceitei essa missão de ser vereadora desse povo. Danyelle será a vereadora de Bayeux e lutará incansavelmente por respeito amor e dedicação. Com muito trabalho, veremos uma nova história, uma nova página aqui no nosso município. No dia 15 de novembro, pesquisem, analisem os candidatos que vocês irão votar. Meu número é 43123 por uma Bayeux mais justa, mais digna e sem corrupção. Com fé em Deus vamos a vitória, com Capitão Antônio 25 e Danyelle Caetano 43123”, finalizou.



       Dando continuidade a série de entrevistas, recebemos o segundo candidato. Izaqueu Silva De Lima- popularmente conhecido como Izac Silva, tem 54 anos, é II Sargento da Polícia Militar, bayeuxense de coração e possui trinta e cinco anos de serviços prestados  como ativista cultural na cidade. Nessas eleições, coloca o eu nome à disposição para ocupar uma vaga na Casa Severaque Dionísio.

      Indagado sobre qual será sua bandeira de luta, caso eleito Izac Silva respondeu: “A minha prioridade é a cultura, há mais de trinta anos faço cultura nessa cidade, com muita dificuldade, me candidatei porque havia uma necessidade de representação da área, naquela casa (Câmara Municipal). Estamos preparados para defender não só a Cultura, mas a Saúde, Lazer, Educação, Segurança Pública; para fazer a mudança acontecer, porque estamos precisando moralizar àquela Casa”, concluiu.

         Sobre as quadrilhas juninas, o candidato disse: “Eu tenho um projeto e lutarei para que façamos os pavilhões centrais em determinados bairros. Nós precisamos trazer de volta esses pavilhões, esses ensaios e para isso acontecer, temos que ter um defensor da cultura. Estou aqui não só em defesa das quadrilhas juninas, mas do verdadeiro Carangafesta, do teatro, das tropas carnavalescas, do Miss e Mister Bayeux, da festa de São Sebastião. Nós temos condições, vamos buscar o apoio das grandes empresas, precisamos ter um secretário de cultura voltado para as coisas da nossa cidade, pois um povo sem cultura é um povo sem passado, sem presente e sem futuro”, enfatizou.Izac Silva, também visa investir na festa de São João, como base para atrair os turistas, trazendo a ciranda, o coco de roda e a lapinha para apresentar aos nossos visitantes.

         Quando indagado sobre atividades turísticas, Izac Silva respondeu: “Já colocamos no governo essas apresentações culturais, porque a gente chega às cidades do interior, pequenas e têm uma festa tão bonita de São João, por que na nossa não pode ter também? Dando a oportunidade para que a ciranda, o coco de roda, a lapinha volte e possa apresentar para o turista. A porta de entrada do estado é a nossa cidade. Queremos resgatar as apresentações culturais, para que nossos artistas possam se orgulhar de um São João aqui em Bayeux”, concluiu.

         Indagado sobre eventos com som automotivo e concurso de passinho, o candidato foi enfático: “Se é coisa que a juventude gosta, nós temos que apoiar, mas em determinado lugar. Todos os dias nascem crianças, temos idosos e tanto barulho pode atrapalhar. Nós temos que ter um estudo para arrumar um local, onde possa haver campeonato de paredões e esse pessoal se encontrarem”, finalizou.

        Quanto à Saúde e Educação e Segurança Pública, o candidato diz que serão prioridades em eu mandato e, caso eleito, visa apresentar requerimentos voltados para essas pastas. Izac Silva ainda afirma que é preciso haver um estudo para que as mulheres tenham de fato o seu hospital.

      Por fim, o candidato agradeceu o espaço concedido no programa Fome de Política e parabenizou o radialista Márcio Paz pelo trabalho desenvolvido na Rádio Auge e se dirigiu aos ouvintes: “Faltam quatorze dias e ainda dá tempo de analisar quem teve o poder e não fez como vai fazer agora? Muda Bayeux, muda com Izac Silva, com o Capitão Antônio. Nós precisamos moralizar o legislativo e o executivo, precisamos fazer mudança e essa mudança depende de você, está em suas mãos o destino de nossa cidade. Não temos dinheiro, mas temos honestidade, dignidade, o Capitão preza isso e já avisou que não quer voto comprado, quer voto conquistado e estamos nessa missão de garimpar o voto de conversar com o povo e dizer que não estamos vendendo a prefeitura a ninguém, nós não estamos oferecendo secretarias.  Quem precisa governar é um gestor e isso a gente vê no Capitão Antônio, um homem sério acabando as brilhante carreira militar. Acredite e vote Capitão Antônio 25, Izac Silva pra vereador 22550, a cultura tem nome”, finalizou.



               O terceiro convidado foi o popular “Bira do Alternativo”, que já começou a entrevista falando sobre o seu projeto para a classe eu está representando nessas eleições: “Nosso projeto para os alternativos é procurarmos os reforços para uma legalização, para que cada um possa contribuir com o INSS, para quando precisarmos, a gente não está dependendo de cestas básicas. Vou procurar legalização, cooperativas e buscar com os colegas taxistas e moto taxistas unir a classe, tanto na cidade de Bayeux, quanto fora dela. Vamos brigar por uma associação cooperativa e fazer o cadastro de cada um para a gente saber com quem estamos trabalhando, se com pessoas ficha limpas. Temos que trabalhar com pessoas honestas, pois levamos pais de família para o trabalho e que confiam na gente, e por isso precisamos dessa legalização para que possamos passar mais confiança aos passageiros. Esse será o projeto do PV, junto ao Capitão Antônio”, afirmou.

     Na oportunidade, o candidato também falou sobre a problemática da Infraestrutura de nossa cidade. Bira do Alternativo afirma que são mais de dois mil e quinhentos alternativos rodando na cidade, mas o trânsito continua o mesmo. O candidato Visa melhorar a Infraestrutura do município, com a finalidade de orporcionar maior qualidade de vida e bem estar dos bayeuxenses,que se dará  quando calçarem e  asfaltarem as ruas, bem como com  um saneamento básico mais digno à população.

     Quando indagado sobre os mototaxistas, o candidato disse: “Tem muito desemprego no país e em nossa cidade, como o mototaxistas já existem em outras cidades, começaram a aparecer em Bayeux. Eu vejo como uma positividade, pois às vezes o passageiro quer um transporte mais rápido. Podemos fazer um projeto bom para as três categorias e para isso, precisamos ter uma pessoa a Câmara que brigue pela gente, como eu- que estou dedicando a minha vida, a minha carreira para dedicar a vocês e passar um trabalho de qualidade e confiança”, afirmou.

      Indagado sobre sua visão em relação a educação, o candidato disse: “Falta material escolar, falta qualidade para os profissionais da área, darem aulas aos seus alunos. A gente vai lutar muito para que o aluno saia de casa com vontade de estudar, com gosto de ir à escoa, olhar para o professor, assistir aulas em salas climatizadas, com material escolar de qualidade. Vamos investir na Infraestrutura e na segurança das escolas”, afirmou.

       Quanto à saúde, o candidato disse que é a coisa mais fácil de falar, pois aqui na cidade não se tem, pois os doentes quando precisam da Upa vão à Santa Rita  ou João Pessoa. Biro do Alternativo afirma que a saúde da cidade não é de qualidade, pois faltam medicamentos, os salários são atrasados, e caso eleito, irá trabalhar para pagar em dia, para que tanto os profissionais da área a trabalharem com mais vontade bem, e melhorar a saúde do nosso município.

     Nas suas considerações finais, Bira do Alternativo, agradeceu o espaço no programa e reiterou: “Meu nome é Bira do Alternativo 43113, junto com o futuro prefeito Capitão Antônio 25, peço que votem conscientes no dia 15. Se puderem mude todos os dezessete que estão lá na Câmara. Peço a oportunidade de apresentar a classe dos alternativos. Vou brigar por nossa classe, por mais conforto, vou representar e deixar meu gabinete a disposição de vocês”, finalizou.  



Redação.

Deixe seu Comentário


Francisco Airton - 04/11/2020 15h44
Oi Márcio! Aproveito para te enviar o link do meu podcast (Vamos falar sobre isso?) conforme conversamos anteriormente. Forte abraço! https://www.youtube.com/channel/UCe29Jo8WWwWEaWaxeklkTwg/videos