Uma população consciente de seus direitos e deveres têm nas mãos o poder de mobilizar e transformar uma sociedade através do voto. Para isso é preciso conhecer, analisar as propostas e convicções dos que pretendem representar os moradores na Câmara Municipal de Bayeux. A Rádio Auge continua com a série de entrevistas com os postulantes a vereador da coligação “Bayeux contra a corrupção”, que defende o projeto do Capitão Antônio (25), candidato pelo Democrata (DEM), como melhor opção para ocupar o cargo no executivo municipal da cidade. A primeira entrevistada no Programa Fome de Política foi a Luzia Vasconcelos, popularmente conhecida como “Luiza do campo”, chamada assim por ser moradora das proximidades do campo da sambra. A candidata tem 46 anos, é agricultora, comerciante, mãe do Lucas, Luiz Carlos e Luiza. Nascida na cidade de Guarabira e bayeuxense de coração, Luzia coloca seu nome à disposição para representar a população na Casa Severaque Dionísio, pelo PV.

   Luzia do campo começou a entrevista afirmando que sua principal luta, caso eleita será, a busca de melhorias e benefícios para as comunidades mais carentes, que na visão da candidata são esquecidas pelos gestores da cidade e que os mesmos só retornam em ano de eleição e diferente dos outros, Luiza pretende fazer-se presente como representante dos menos favorecidos.

  Quando indagada sobre as praças da cidade, Luzia do campo respondeu: “Eu tenho um projeto que já acontece na Praça do Sesi perto da Escola Técnica, com o apoio do meu filho Luiz Carlos, que dá aulas de atividades físicas ao ar livre. O projeto chama-se Saúde na praça grupo autoestima”, que visa a saúde, o esporte e o lazer, que com a ajuda da prefeitura poderá contratar  profissionais qualificados em Educação Física, é projeto para que todos aqueles que queiram praticar atividades físicas de forma gratuita”, concluiu.

    Sobre a imprensa, a candidata ressalta a importância da categoria, dentro do município, pois é através dela que a informação e o conhecimento chegam ao alcance de todos e deve ter um olhar diferenciado, com os incentivos necessários dos gestores para que tenha a devida valorização.

    Quanto à educação, Luzia do campo defendeu a instalação do modelo cívico militar nas escolas, pois na sua visão, nas escolas militares há mais disciplina, respeito e responsabilidade, e esse ensino traria benefícios para a juventude da cidade. Ainda sobre educação, a candidata defende que o ensino seja em tempo integral, pois é um programa que através de suas atividades, incentiva os nossos jovens a desenvolverem suas potencialidades, diminuindo a ociosidade entre crianças e adolescentes.

   Indagada sobre a realização de concursos na cidade, Luzia do campo foi enfática: “Com certeza temos que ter concurso público na cidade. Tem que acabar com esse negócio de cargo comissionado. Existem muitas pessoas qualificadas que não estão trabalhando por não terem uma chance”, afirmou.

     Sobre os projetos na área da saúde, a candidata disse: “O projeto da saúde começa com a infraestrutura, o local onde moro é a céu aberto, ratos e baratas por todos os cantos, não tem como ter uma boa saúde morando em um lugar assim. Vou fiscalizar os postos de saúde, cobrando do poder público. Como eu criei os meus filhos dependendo do SUS, vejo que é um caos na nossa cidade, é uma área que tem que ter um olhar diferenciado”, afirmou. Visa ainda que os idosos e aqueles que fazem uso de remédios contínuos recebam os medicamentos em casa, para não terem que se submeter às filas nas farmácias dos PSFs.

     No término da sua participação, a candidata disse: “Meu nome é Luzia do campo, meu número é 43111, meu prefeito é Capitão Antônio 25 e juntos vamos buscar melhorias para a cidade e para as comunidades que são esquecidas por todos, principalmente pelos mais carentes”, finalizou.




  

 

       Dando continuidade ao programa Fome de Política, foi à vez de entrevistar o Linaldo Barbosa de Oliveira 39 anos, Bacharel em Direito, casado com Ilda Costa, pai da Analícia e Pedro Lucas, guarda municipal desde 2008, ele que coloca seu nome à disposição para representar o povo da cidade, pelo partido Democrata.

    Indagado sobre o que mudou depois do registro de sua candidatura, Linaldo Barbosa respondeu que houve uma mudança pra melhor, pois agora sua campana vem se confirmando, com a certeza de que o povo de Bayeux quer mudança, que a população está no caminho certo, da vitória e verdade, e que esse é o caminho que o candidato quer trilhar. Linaldo Barbosa expressou que diante de tudo o que a população passou, se considera um bom nome para que Bayeux seja melhor representada.

   Questionado sobre o que fazer para melhorar a segurança na cidade, Linaldo Barbosa respondeu: “Não se faz segurança pública sem estar resguardada a sua própria segurança, como também sem ter uma forma de repelir os infratores. O que falta na nossa cidade é colocar em prática, fazer executar a lei que seria o policiamento municipal. 13.022, criada em Agosto pela então presidenta Dilma Roussef, que dá poder de polícia aos guardas municipais, para que possam trabalhar nas ruas, fazendo um trabalho ostensivo e preventivo”, afirmou. Linaldo Barbosa ainda ressalta que é de acordo com a formação continuada dos guardas.

    Sobre sua bandeira de luta, caso eleito, o candidato falou: “Analisando o contexto atual da nossa cidade de Bayeux, existem duas bandeiras a educação e a segunda seria o emprego. Linaldo Barbosa diz que vê o que passam os desempregados, pois sem terem um trabalho, as pessoas ficam sem perspectivas. Segundo o candidato, essas questões estão atreladas, pois sem a capacitação através da educação no município, consequentemente, faltará oportunidade. Um dos projetos do candidato é a criação de um pólo turístico na cidade, para que Bayeux seja inserida no circuito de turismo no estado da Paraíba. O pólo começará na mata do Xexém, que contará com passeios ecológicos guiados por alunos bilíngües capacitados e essa ação irá gerar renda para o bairro como ao município. Já no São Lourenço o pólo ofertará passeio de catamarã, apresentando a fauna, flora e os manguezais, aos visitantes que aqui chegarem. O candidato também prevê que os quiosques, com pessoas capacitadas para preparar e apresentar nossa culinária, sejam instalados a cada quilômetro até a ponte do Baralho.

        Quando indagado sobre o debate dos prefeitáveis, ontem na TV Master, Linaldo Barbosa respondeu: “Quero dizer que o Capitão Antônio é a melhor opção para administrar e tirar Bayeux da corrupção e colocar no cenário nacional do desenvolvimento. Acho que o debate é salutar, é bom para que a população de Bayeux possa peneirar quem são os melhores. Capitão Antônio se saiu muito bem, quiseram deturpar uma fala dele, mas teve o seu direito de resposta e soube se defender. Capitão Antônio é um homem íntegro e probo”, afirmou.

    Nas suas considerações finais, Linaldo Barbosa agradeceu ao radialista e apresentador Márcio Paz, pelo espaço concedido na Rádio Auge e ressaltou: “Quero pedir a você cidadão bayeuxense, que nós possamos mudar, não venda seu voto, não reeleja nenhum desses que aí está. Que você possa ver se os projetos são coletivos e para o bem de Bayeux. Vamos mudar Bayeux, meu número é 25153, Linaldo Barbosa e Capitão Antônio 25”, finalizou.




        

  O terceiro candidato foi Francisco de Assis, conhecido como Tico corredor, morador do bairro Rio do Meio, maratonista e representante da cidade na corrida de São Silvestre, coloca seu nome à disposição para ocupar uma vaga na Câmara Municipal de Bayeux pelo partido social liberal (PSL). Tico corredor já começou a entrevista falando dos seus projetos para o esporte: “Pra mim o principal projeto é o Atleta do futuro, um projeto que venho elaborando há muito tempo. Quando se pratica esporte, diminui a entrada no mundo das drogas e melhora a saúde. Venho há muito tempo lutando por melhorias no esporte da cidade, porque Bayeux não tem apoio nenhum. Então essa é a minha prioridade e quero também buscar a Bolsa Atleta Municipal, pois s verba vem, então por que não usar no esporte” indagou.

    O candidato disse que, caso eleito, irá lutar em prol do banco do empreendedor, pois segundo ele, é uma das grandes melhorias para o comércio da cidade. Tico corredor enfatizou que o vereador tem eu legislar pelo município como um todo, não só nos bairros.

     Sobre os vereadores de mandato o candidato desabafou: “Venhamos e convenhamos que a atual gestão de vereadores só lembrou do próprio bolso. Não se faz política sem vereador e se não mudarmos os vereadores, nada fizemos”, enfatizou.

    No que se refere ao turismo da cidade, o projeto de Tico corredor é voltado ao passeio de barco e que irá lutar para que seja executado, junto ao executivo municipal, para elevar o nome da cidade e eu para isso é preciso mudar.

    Sobre a saúde, o candidato defende a criação de um cadastro, para aqueles que fazem uso de medicamentos, para que possam receber os remédios em casa, através de um motoboy contratado pela prefeitura e assim evitar ter que os idosos se desloquem até as farmácias dos PSFs,Tico corredor também ressalta que os postos de saúde precisam ter médicos para atender e medicamentos para os enfermos. O candidato defende que o município tenha os próprios equipamentos para atender a população na realização de ressonâncias, tomografia, dentre outros; e que, caso eleito, irá lutar por melhorias na área.

   Por fim, agradeceu pelo espaço concedido na Rádio Auge e ressaltou: “Agradeço a população de Bayeux que está me ouvindo nesse momento e peço um voto de confiança. Peço também que se não votarem em mim, que mudem a votação na cidade. Meu nome é Tico corredor, 17333, amo realmente essa cidade e vou lutar por ela. Meu prefeito e melhor opção para a cidade é o Capitão Antônio, 25. Estamos juntos e na luta com fé em Deus”, concluiu.




Redação.

Deixe seu Comentário