Estamos a pouco mais de uma semana das eleições municipais e com a grande responsabilidade de escolher quem vai representar o município nos próximos quatro anos. Ademais, votar é um ato de cidadania e deve ser exercido de forma consciente, pensando não apenas no bem próprio bem estar, mas no coletivo.  Ponderando a cerca dessa importância a Rádio Auge segue apresentando os candidatos a vereador peã coligação “Bayeux contra a corrupção”, que defende o projeto do Capitão Antônio (DEM), como a melhor opção para administrar a cidade. A Rádio Auge recebeu na tarde do último dia (9), os candidatos a vereador Epitácio Celular e Paulo Fernandes.

O primeiro entrevistado no Programa Fome de Política foi Epitácio Pereira de Araújo- popularmente conhecido como Epitácio celular, 38 anos, bayeuxense de coração e servidor público na cidade de Bayeux. Segundo Epitácio celular, há mais de oito anos vem exercendo uma militância sindical, defendendo os servidores púbicos municipais das injustiças que o poder executivo comete contra os servidores na cidade. Com a finalidade de representar a categoria, Epitácio Celular coloca se nome à disposição para ocupar uma vaga na Casa Severaque Dionísio, pelo PSL (Partido Social Liberal), através do número 17100.

Indagado sobre a cultura e o que tem de projetos para a pasta na cidade, o candidato enfatizou que a cultura tradição está esquecida na cidade há bastante tempo. Epitácio se lembrou do corredor cultural na Avenida carioca, onde o mestre José Bento administra sem apoio de ninguém. O corredor conta com bois de reis, coco de roda, ciranda e a lapinha. Caso eleito, Epitácio Celular lutará para que os ativistas tenham mais apoio e consigam preservar as tradições culturais na cidade, bem como pretende incentivar os ativistas a continuarem com a luta em prol da manifestação livre da categoria na cidade. Ainda sobre a cultura, Epitácio reconheceu a nova realidade que vem ganhando espaço na cidade, através dos passinhos e encontro de paredões e afirmou um compromisso de que, se caso eleito, irá procurar um local adequado para que esse novo formato tenha o incentivo necessário.

  Quanto ao mercado púbico de Bayeux, Epitácio celular afirmou que vê com insatisfação enquanto cidadão bayeuense, pois segundo ele, é triste sair de casa todo para fazer suas compras e voltar todo sujo de lama e que tal situação é um descaso com os moradores da cidade. O candidato pretende solucionar essa problemática extinguindo os bancos de madeiras, trocando-os pelos de alvenaria, proporcionando assim maior limpeza e higiene no local.

   Nas considerações finais agradeceu ao radialista e apresentador Márcio Paz pelo espaço e falou aos ouvintes: “Não desacreditem. Ainda existem pessoas de bem nessa caminhada. Pensem bem, reflitam na ora de votar, usem seu título com sabedoria, pois é a arma mais importante que temos. Meu número é 17100, a mudança vai chegarem Bayeux, estou aqui para defender a classe dos servidores públicos municipal”, finalizou.




 

O segundo entrevistado no Programa Fome de Política foi Paulo César de Lima Fernandes, 38 anos, comerciário, nascido e criado em Bayeux. Recebeu o convite par a disputar uma vaga na Câmara Municipal e resolveu aceitar o desafio, lançando o seu nome como representante do povo no legislativo pelo PSL, através do número 17122.

Na saúde, o candidato pretende priorizar o atendimento ao idoso e a entrega dos seus respectivos medicamentos. Paulo Fernandes acredita que o poder público precisa alcançar essas pessoas, bem como as unidades de saúde do município. Segundo ele, o posto de saúde não tem médicos sequer para os atendimentos básicos. Caso eleito, Paulo Fernandes irá fiscalizar o executivo, quanto a estas problemáticas, pois à medida que o legislativo fiscaliza, começa a se entender porque as verbas não estão chegando aos seus devidos destinos. Na sua concepção, com tal resultado se poder ter uma boa logística para mudar a saúde no município e diminuir as transferências dos enfermos que em sua maioria são atendidos em outras cidades.

Sobre o papel dos vereadores na cidade, o candidato desabafou: “O que acontece aqui em Bayeux é que os vereadores não conseguem fiscalizar os prefeitos e por quê. O prefeito assim que ganha, chama os vereadores e coloca debaixo do braço. Então, não existe uma modalidade de fiscalizar o que se está preso ao prefeito. Chegam-se verbas, é importante fiscalizar. “Esse é o papel do vereador e eu serei um combatente nessas fiscalizações”, ressaltou.

Indagado sobre a educação e escolas militarizadas, Paulo Fernandes disse ser a favor. Na sua visão, se todo o executivo de cada município focasse na educação, nosso município não estaria na situação atual. Segundo ele, existe não só a falta de valorização dos professores, mas a desmotivação por parte do aluno. Além de motivar o aluno é preciso fazer com que o corpo docente cumpra regras, e consequentemente assim, dar mais autonomia aos professores na sala de aula.

 Quanto às praças e projetos para beneficiar os praticantes dos do esporte, o candidato afirmou que é preciso haver uma conscientização por parte do legislativo, sobre a importância do esporte. Ressalta que além do espaço, deve haver uma maior segurança nas praças. Entende também que é preciso ofertar atividades físicas, apoiar o esporte amador e que , caso eleito, defenderá a bandeira do esporte na Câmara Municipal Severaque Dionísio. Paulo Fernandes disse que se faz necessário um incentivo maior para que os atletas queiram competir, e que não é só abrir campos, mas firmar o apoio devido, com campeonatos locais, por exemplo.

Sobre seu projeto marco, caso eleito, Paulo Fernandes disse que de irá propor o saneamento básico para cidade. Na sua concepção, não se pode olhar apenas para os bairros considerados mais nobres, mas sim, ter um olhar do Baralho ao Mário Andreazza, abrangendo toda a população. Paulo Fernandes reafirmou que será seu principal, saneamento e infraestrutura às comunidades mais carentes.

.

Por fim, agradeceu ao apresentador e radialista Márcio Paz pelo espaço na Rádio Auge e afirmou que é preciso haver uma mudança do que presenciamos na cidade. Segundo ele, essa mudança virá através de cada eleitor. Paulo Fernandes disse que no próximo dia 15, a população terá um grande poder em mãos, que será o de decidir quem serão seus representantes. O número do candidato é 17122, o de seu candidato a prefeito, Capitão Antônio é 25. Paulo Fernandes espera contar com os eleitores rumo à vitória e com o desafio de uma nova história para a cidade de Bayeux.




Redação.

Deixe seu Comentário